segunda-feira, 23 de março de 2015





Perguntaram-me um dia “quem é você?”. Não me faltaram palavras para responder, houve apenas uma confusão de frases emaranhadas, palavras sem conexões, um texto sem coesão. Creio que essa seja eu, uma mistura de céu e mar, frio e calor. Sou um ser sem definições, mas ao mesmo tempo todas as definições do mundo. Sou um interligado de pensamentos com sentimentos, aquela pessoa que anda sempre com o cabelo em pé, mas ninguém conseguirá perceber, pois minha maior luta é mantê-los quietos. Sou uma infinidade limitada de poemas mal terminados, de histórias mal contadas e constelações mal organizadas. Sou um tipo de cometa que fora estraçalhado no espaço e que ainda vários de seus destroços pairam em rumo pelos ares, não permitindo que se unam novamente e sua existência possa ter um sentido concreto. Vários significados me convêm; posso lhe dizer muitas outras coisas de que sou ou não, mas não passam de junções mal elaboradas que resultam em um mesmo propósito: um tudo misturado com nada que não com há como ser contextuado, mas sim compreendido. Essa sou eu, às vezes complicada demais, outras despreocupada demais. Porém sempre em busca do objetivo de minha existência. Mas acredite tentar se entender é importante, mas não mais do que viver, pois uma estrela mesmo fora de sua constelação continua brilhando.
Ketlen A

Bom Dia,Boa Tarde ou Boa Noite Pra Você....

Que veio me visitar no meu cantinho,fico sempre muito grata com cada visita que recebo aqui e agradeço de coração. O tempo foi ficando ape...