sexta-feira, 27 de setembro de 2013


Antigamente eu comparava o amor aos fogos de artifício, luzinhas piscantes de Natal ou som de violino. Achava que era uma coisa arrebatadora, que tirava os pés e a cabeça do chão. Pensava que os amantes sentiam todos os dias borboletinhas indo e vindo no estômago. Então, pela primeira vez, eu amei. E descobri que o amor tem luz acesa, luz de velas, luz do poste da esquina. E que a trilha sonora muda todos os dias. O amor é rock, é samba, é disco, é lounge, é sertanejo, é blues e jazz. Ao mesmo tempo. O amor não te tira do chão, mas te coloca no rumo certo. Te dá segurança e aconchego. O amor traz uma família de borboletas para o estômago e lá elas vivem de mãos dadas. 



Clarissa Corrêa

Bom Dia,Boa Tarde ou Boa Noite Pra Você....

Que veio me visitar no meu cantinho,fico sempre muito grata com cada visita que recebo aqui e agradeço de coração. O tempo foi ficando ape...