sexta-feira, 22 de julho de 2011

O amor assusta porque ao nascer já anuncia: posso acabar. Pior: o amor do outro pode acabar. Ou nada disso: pode a vida e o dia e as horas serem mais fortes que qualquer impulso, e o que era um-mais-um torna-se um a um. E o que resta é cada um levando como pode o que pulsa em si.
O amor é ter a perder.
Ou não ter nada. É tudo e todo o medo e todos os perigos. Ou nada e paz. Ou
nada.
O amor nos pede a escolha: ser do tamanho do medo ou da coragem.

Bom Dia,Boa Tarde ou Boa Noite Pra Você....

Que veio me visitar no meu cantinho,fico sempre muito grata com cada visita que recebo aqui e agradeço de coração. O tempo foi ficando ape...